Portal Ecclesia
A Igreja Ortodoxa Atualizações e notícias Seleção de textos Subsidios homiléticos para Domingos e Grandes Festas Calendário litúrgico bizantino Galeria de Fotos Seleção de ícones bizantinos Clique aqui para enviar-nos seu pedido de oração Links relacionados Clique para deixar sua mensagem em nosso livro de visitas Contate-nos
 
 
Loading
Arquidiocese Ortodoxa de Buenos Aires e Exarcado da América do Sul
 
 
 

Homilia para o «4º  Domingo da Santa e Grande Quaresma» de S. Emncia. Revma. Dom TARASIOS,
Arcebispo Metropolita de Buenos Aires,
Primaz e Exarca da América do Sul

Grãos de Mostardas

«Jesus nos ensina acerca da Fé»

[Mc 9, 17-31]

este Quarto Domingo da Grande Quaresma, no episódio que ouvimos hoje do Evangelho, Nosso Senhor Jesus Cristo nos ensina e fala acerca da fé. Detenhamo-nos um momento para refletir sobre isso. O pai do menino possesso se aproxima do Senhor para lhe pedir sua ajuda, dizendo: «se podes fazê-lo». E a imediata resposta do Senhor Jesus é  que «tudo é possível para os que crêem».

Vivemos num mundo cada vez mais cético, onde os seres humanos vão se desumanizando, onde a exploração do homem pelo homem é cada vez mais agressiva , tentando anulá-lo totalmente, destruindo a sua dignidade como  imagem de Deus.

Recentemente, veiculou uma notícia nos jornais, dando conta  que, em alguns países da Europa, e também da América do Sul,  os trabalhadores que ocupam funções nos caixas dos supermercados são proibidos de irem ao banheiro, vendo-se obrigados a usar fraldas, como bebês. Este é apenas um exemplo do que está acontecendo. Deus já não aparece na vida daqueles que o substituíram por outros «deuses» e ídolos, tais como a ânsia de fazer mais e mais dinheiro e da vontade de poder absoluto.

Então, pessoas como as do exemplo, são excluídas,  suas vidas são usurpadas, sofrem de stress e depressão pelo medo de perder seu trabalho, seu sustento.  À estas pessoas também chegam a incredulidade, que as conduz a um círculo vicioso, o mesmo em que estão seus exploradores.

Mas o Senhor nos diz que tudo é possível para quem crê, ou seja, para o que tem fé. Isto não é uma possibilidade, mas uma certeza que se pode reverter o que está acontecendo. No Evangelho, escutamos que o Senhor liberta o menino do demônio mudo. Com Sua autoridade e poder, ordena que saia da criança.

Ainda quando, pelas circunstâncias da vida em que a pessoa se encontre, se tão somente tivesse fé do tamanho de um semente de mostarda, com certeza, teria o auxílio de Deus em sua vida.

Sabemos, porém, que os fortes vendavais que sopram por todos os lados do mundo, podem levar para longe esta já frágil fé e, por isso, a exemplo deste pai do menino possuído, devemos suplicar ao Senhor: «Ajuda-me, porque tenho pouca fé».

Somente Jesus Cristo, através de Sua graça na Sua Igreja, pode  ajudar a fortalecê-la, a torná-la sólida como a casa construída sobre a rocha, tal como nos relata o Evangelho de São Mateus (cf. Mt 7, 24-29).

Como podemos conseguir? O mesmo Senhor Jesus responde: aquele que me ouve e faz o que eu digo (Mt 7, 24). Aqui está o único que pode  nos libertar, como já disse acima, da ansiedade, da angústia, da depressão, das preocupações que nos conduzem a nada do que é bom, senão, destrói a pessoa. É Cristo, verdadeiro Deus e verdadeiro homem, que nos conhece  a cada um pelo nome, pessoal e individualmente,  que sabe das nossas necessidades, antes mesmo de abrirmos a nossa boca para gritar por sua ajuda.

Assim como na passagem do Evangelho que acabamos de ouvir, o menino foi libertado do espírito mudo da mesma forma também Nosso Senhor pode nos libertar de tudo o que nos emudece neste incrédulo mundo,  de tudo o que nos causa sofrimento e dor, porque só Ele pode tornar as nossas vidas plenas e preencher as nossas necessidades espirituais e materiais.

Neste período quaresmal, é justo e necessário que nos aproximemos da Semana Santa e da Páscoa vindo e participando em nossa Igreja, dispondo-nos a ouvir a Sua voz, a escutar a Sua palavra e o seu ensinamento e sobre elas refletir. Apropriemo-nos da graça e preparemos  nossa libertação e ressurreição, com e em Cristo, Aquele nos dá a verdadeira dignidade de seres humanos, de filhos de Deus, que nos transforma e nos faz participar da Sua Realeza, da vida eterna, em Seu Reino Celestial.

Boa Páscoa! Buena Pascua! Καλό Πάσχα! Καλή Ανάστασις!

Voltar à página anterior Topo da página
NEWSIgreja Ortodoxa • Patriarcado Ecumênico • ArquidioceseBiblioteca • Sinaxe • Calendário Litúrgico
Galeria de Fotos
• IconostaseLinks • Canto Bizantino • Synaxarion • Sophia • Oratório • Livro de Visitas