Portal Ecclesia
A Igreja Ortodoxa Atualizações e notícias Seleção de textos Subsidios homiléticos para Domingos e Grandes Festas Calendário litúrgico bizantino Galeria de Fotos Seleção de ícones bizantinos Clique aqui para enviar-nos seu pedido de oração Links relacionados Clique para deixar sua mensagem em nosso livro de visitas Contate-nos
 
 
Loading
Biblioteca Ecclesia
 
 
 

«Santos Demétrio e Nestor»

Comemoração: 26 outubro (08 novembro no cal. juliano)
Tradução: Arcebispo Dom JEREMIAS Ferens

ão Demétrio, o grande e glorioso mártir, nasceu de uma família nobre e devota da cidade de Tessalônica na Grécia. Herdeiro de uma família de senadores, filho único educado nas verdades da fé cristã, fez uma carreira brilhante. Seu pai era comandante militar em Tessalônica e, quando faleceu, o imperador Maximiliano empossou seu filho Demétrio em seu lugar.

Demétrio chegou a ser procônsul e, mais tarde, cônsul da Grécia. Não procurava as grandezas deste mundo. Face à ordem do imperador para que os cristãos residentes em Tessalônica fossem exterminados, Demetrio preferia desobedecê-lo e, abertamente, confessava a sua Fé em Nosso Senhor Jesus Cristo, convertendo assim muitos pagãos ao cristianismo em sua cidade.

O imperador ordenou então que Demétrio fosse levado ao cárcere e preso nos porões do palácio do imperador.

O imperador, como perseguidor implacável dos cristãos, havia prometido um prêmio a quem vencesse Lieus em luta, o seu gladiador favorito, um bruto vândalo. Nestor, um jovem que se fizera amigo de Demetrio, sabendo de sua prisão e que seu amigo Demetrio, com um sinal da cruz, matara um grande escorpião prestes a atacá-lo na prisão, rogou ao amigo Demétrio que o assistisse com suas orações, pois pretendia enfrentar Lieus na luta. Demetrio abençoou-o prometendo-lhe a vitória. Justamente na hora em que Maximiniano saía para assistir aos jogos no estádio, alguns soldados apresentaram-lhe Demetrio, o pregador. Maximiniano, o imperador, pediu-lhes que o aguardassem, e saiu deixando para depois do espetáculo a sua decisão sobre o que faria com Demétrio.

Quando Nestor se propôs a combater contra Lieus, o imperador sorriu e, advertindo-o, disse: "Tu perderás a batalha com o meu gladiador Lieus. Nestor, porém, certo de que com as orações de Demetrio haveria de vencer, entrou na arena e, numa grande luta, acabou por derrotar e matar o invencível gladiador. Furioso, o imperador Maximiniano deixou o estádio sem cumprir a promessa de entregar ao vencedor o prêmio. Chegando ao palácio, ordenou aos soldados que matassem Demetrio na prisão com golpes de lança. Mais tarde, tomando conhecimento de que Nestor vencera porque Demétrio o ajudara com suas orações, ordenou que decapitassem a Nestor.

No túmulo de são Demétrio muitos e grandes milagres aconteciam e, Leôncio, prefeito da llíria, erigiu um templo em sua honra porque, em duas ocasiões, São Demétrio tinha lhe aparecido.

Mais tarde, quando o imperador Justiniano queria transladar as relíquias de são Demétrio para Constantinopla, de seu túmulo saíram faíscas de fogo e uma voz que dizia: «Deixem isto aqui e não toquem». Devido a este episódio, as suas relíquias permaneceram em seu lugar, intocáveis, e são Demétrio tornou-se o padroeiro de Tessalônica, defendendo a cidade de grandes calamidades e por muitas vezes. Seu túmulo ficou famoso em virtude de grandes milagres que lá ocorreram e ao óleo aromático que emanava de sua sepultura.


Bibliografia:

Lives of the saints and homilies by bishop Nikolai Velimirovits,
Lazarica Press 1986, vol IV, paginas 113-115.

 

Tropario de São Demétrio

Virtuoso Demétrio,Tu que foste a proteção do mundo
e soldado invencível de Cristo.
Tu que inspiraste Nestor para humilhar Lion,
intercede com Cristo nosso Deus por nossa salvação.

Hino à São Demétrio, Grande Mártir

De Cristo o dom eterno, dos mártires, vitória,
alegres celebremos com cânticos de glória.

São príncipes da Igreja, na luta triunfaram.
Do mundo sendo luzes, à glória já chegaram.

Por ímpios torturados, seu sangue derramaram.
Mas, firmes pela fé, na vida eterna entraram.

Invictos na esperança guardando a fé constantes
no pleno amor de Cristo já reinaram triunfantes.

Já têm no Pai a glória, no Espírito a energia,
e exultam pelo Filho; repletos de alegria.

Pedimos, Redentor, unidos ser também
dos mártires a glória no vosso Reino. Amém.

 

Voltar à página anterior Topo da página
NEWSIgreja Ortodoxa • Patriarcado Ecumênico • ArquidioceseBiblioteca • Sinaxe • Calendário Litúrgico
Galeria de Fotos
• IconostaseLinks • Canto Bizantino • Synaxarion • Sophia • Oratório • Livro de Visitas