November 23, 2014

«CRISTO SEMEADO NA TERRA»

s-ambrosio

Foi num jardim que Cristo foi preso e sepultado; Ele cresceu neste jardim e até foi aí que ressuscitou. E assim se tornou uma árvore. [...] Vós também, semeai Cristo no vosso jardim. [...] Com Cristo moei o grão de mostarda, prensai-o e semeai a fé. A fé é prensada quando cremos em Cristo crucificado. Paulo semeava a fé quando dizia: «Quando eu fui ter convosco, irmãos, para vos anunciar o testemunho de Cristo, não fui com sublimidade de espírito ou de sabedoria. Julguei não dever saber coisa alguma entre vós a não ser Jesus Cristo, e Este crucificado» (1Co 2,1-2). [...] Ora, nós semeamos a fé quando, apoiados no Evangelho ou nas leituras dos apóstolos e dos profetas, cremos na Paixão do Senhor; semeamos a fé quando a cobrimos com terra lavrada e tornada mais leve com a carne do Senhor. [...] Com efeito, quem crê que o Filho de Deus Se fez homem crê que Ele morreu por nós e crê que ressuscitou por nós. Assim sendo, semeio a fé quando planto a sepultura de Cristo no meio do meu jardim.

Quereis saber que Cristo é uma semente e que é Ele que é semeado? «Se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas se morrer dá muito fruto» (Jo 12,24). [...] Foi o próprio Cristo que o disse. Portanto, Ele é ao mesmo tempo semente de trigo porque «robustece o coração do homem» (Sl 103,15), e semente de mostarda porque aquece o coração do homem. [...] É grão de trigo quando se trata da Sua ressurreição, porque a palavra de Deus e a prova da sua ressurreição alimentam as almas, aumentam a esperança e fortalecem o amor – pois Cristo é «o pão de Deus que desce do céu» (Jo 6,33). E é grão de mostarda porque há mais amargura e azedume quando se fala da Paixão do Senhor.

Santo Ambrósio (v. 340-397), bispo de Milão
Comentário ao evangelho de Lucas, VII
Fonte: Evangelho Cotidiano

Comments are closed.