Portal Ecclesia
A Igreja Ortodoxa Atualizações e notícias Seleção de textos Subsidios homiléticos para Domingos e Grandes Festas Calendário litúrgico bizantino Galeria de Fotos Seleção de ícones bizantinos Clique aqui para enviar-nos seu pedido de oração Links relacionados Clique para deixar sua mensagem em nosso livro de visitas Contate-nos
 
 
Loading
Galeria de Fotos Catedral Ortodoxa Antioquina de São Paulo:
   

«Um Pincel a Serviço de Deus»

Texto de Denise Martinho Eid
Fotos de Roberto Loffel

imponente Catedral da Igreja Católica Apostólica Ortodoxa Antioquena, à rua Vergueiro, 1515, ao lado da estação Paraíso do Metrô, é um legado de fé da comunidade cristã árabe no Brasil e, também, uma referência na paisagem tão conhecida dos paulistanos que seguem apressados por sua calçada. Porém, em contraste com a vida agitada da metrópole, uma jovem de 37 anos efetuou pacientemente, de novembro de 2002 a março deste ano, um trabalho minucioso de grande valor religioso no interior dessa igreja, que mantém vivas as tradições cristãs do Oriente. Durante cinco meses, a talentosa iconógrafa síria (atualmente residente em Atenas, na Grécia) Hannan Houli esteve no Brasil e realizou com devoção a arte milenar bizantina de pintar ícones nas paredes e teto da Catedral, especialmente no altar, acrescentando-os aos já existentes. Poucos tiveram o privilégio de ouvir seu afinadíssimo canto-oração enquanto pintava maravilhosas imagens sagradas ou se surpreender com a esbelta figura trabalhando incansavelmente (às vezes madrugada adentro) em andaimes de até 40 metros de altura, mas muitos poderão agora rezar diante de sua obra, "como um portal de reflexão que leva à realidade de Deus, um mundo que está além do tempo e do espaço" , como explicou. "Espero que todas as pessoas que venham a essa catedral e precisem do amor cristão saibam que a mão de Deus está estendida para elas". Hannan, que raramente interrompia suas atividades, falou com exclusividade à RevisIta Abigraf sobre seu trabalho; para ela, muito mais uma missão de vida.

Clique sobre as fotos para ampliar
   

Os Ícones Sagrados

ara que se entenda o real significado de sua arte, é preciso primeiro contextualizar o trabalho de um iconógrafo. Ícone, palavra de origem grega, significa imagem. Para os cristãos ortodoxos assumiu o sentido de imagem sagrada. Não se adora um ícone, venera-se. Ocupando proeminente lugar na religião, é a representação espiritual e artística de um santo ou evento sagrado e constitui oração em forma de imagem pintada. Segundo a tradição, o primeiro iconógrafo foi São Lucas, o Evangelista, a quem se atribui a imagem de Nossa Senhora que está no convento de Saydnaya, em vila do mesmo nome, nas montanhas perto de Damasco, na Síria. Esse ícone é chamado de Chagoura (A Ilustre). O iconógrafo deve possuir grande espiritualidade e talento, pois lhe cabe contemplar uma nova revelação ou reproduzir uma mensagem revelada. Obedece a rígidas normas estabelecidas, dentre elas cores e estruturas geométricas específicas e harmonia própria, como proporções alongadas do corpo lembrando a ascensão a Deus. Mesmo assim, ele encontra liberdade para expressar sua capacidade de criar, como acontece com Hannan, cujo estilo é inconfundível e particular. Não surpreende encontrar em suas obras a mesma paz e ternura de sua presença e de seu olhar.

A trajetória de Hannan, com obras em quatro igrejas na Síria e duas no Brasil (São Paulo e Brasília), além de inúmeros ícones em madeira, começou bem cedo. Ainda menina, em Damasco, gostava especialmente de desenhar na escola. Quando tinha 10 anos, estudava religião e sua classe foi levada por Dom Damaskinos Mansour (hoje arcebispo metropolitano da Igreja Católica Apostólica Ortodoxa Antioquena no Brasil) à Saydnaya, para aprender sobre os ícones. "Fiquei impressionada e resolvi fazer imagens da Virgem Maria e de Jesus. Estas pinturas foram doadas à Igreja de Santa Catarina, em Saydnaya.

Depois, procurou estudar cada vez mais. "Sempre com a ajuda de minha igreja, consegui bolsa de estudos na Grécia, para onde mudei aos 18 anos. Na universidade Anotati Scholi Kalon Tehnon (Escola Superior de Belas Artes), em Atenas, Hannan aprofundou-se em iconografia e história. "Mas aprender técnicas não é o bastante. Fazer ícones é uma missão, a ser executada com fé. Preciso estar em paz comigo mesma e sentir o trabalho fluir naturalmente. Quando isso acontece, fico pintando horas a fio, até que aquele ícone esteja terminado. Se não estiver em harmonia, esse estado transparece no ícone; por isso, deixo para pintar em um outro momento. Hannan pensa na vida do santo que está retratando, reza durante o trabalho e, quando fica especialmente feliz com o resultado, canta "orações de louvor a Deus".

A artista disse utilizar-se de técnicas milenares para pintar, como na preparação da tinta. Usa a têmpera (mistura de pigmentos naturais e cola). Os materiais vêm do Exterior e são naturais. Trata-se de uma espécie de goma orgânica misturada ao pigmento natural, facilitando, dessa forma, a fixação da cor à superfície. A gema de ovo pode ser usada nessa mistura. A forma de pintar e a preparação da tinta e da superfície variam de acordo com a umidade do ar do local em que ficará a obra. No Brasil, por exemplo, onde há bastante umidade, muitos dos ícones são pintados em espécies de tecidos de algodão (devidamente preparados) e, logo após, aplicados na parede. Dá-se, então, o acabamento final e se aplica o verniz. "Se a umidade atingir o ícone, ele descolará da parede, mas a pintura não sairá do pano, e, assim, ele poderá ser novamente fixado". Entre os materiais utilizados para ícones também estão a madeira e a folha de ouro. Hannan enfatiza que cada símbolo, cada cor têm um significado a ser descoberto e meditado.

Finalmente, Hannan, que é casada com um jornalista, lembrou estar há muitos meses longe de sua casa. "Porém, meu marido é um homem maravilhoso, entende meu trabalho e me apóia sempre". E, se alguém elogia de forma efusiva suas obras, Hannan, simples e sinceramente, responde: "Não fui eu quem pintou. Sou apenas um pincel a serviço do Senhor".

Voltar à página anterior Topo da página  
NEWSIgreja Ortodoxa • Patriarcado Ecumênico • ArquidioceseBiblioteca • Sinaxe • Calendário Litúrgico
Galeria de Fotos
• IconostaseLinks • Canto Bizantino • Synaxarion • Sophia • Oratório • Livro de Visitas