May 28, 2015

05 - Maio:

01 – Santo Profeta Jeremias (c. † 583 a.C.) -

terça-feira, maio 1, 2012

02 – Trasladação das relíquias de Santo Atanásio, o Grande, arcebispo de Alexandria (c. † 373) -

terça-feira, maio 1, 2012

03 – Ss. Timóteo e sua esposa Maura, mártires de Antinópolis (c. † 238) -

terça-feira, maio 1, 2012

04 – S. Pelágia de Tarso, virgem e mártir (c. † 287] -

terça-feira, maio 1, 2012

05 – S. Irene de Tessalônica, Grande e Ilustre mártir (séc. IV) -

terça-feira, maio 1, 2012

06 – S. Profeta Jó, o Justo Sofredor [a. C. † 1677] -

terça-feira, maio 1, 2012

07 – S. Constantino – Aparição do Sinal da Santa Cruz -

terça-feira, maio 1, 2012

08 – S. João, o Teólogo -

terça-feira, maio 1, 2012

09 – S. Cristóvão, Mártir -

terça-feira, maio 1, 2012

10 – S. Apóstolo Simão, o Zelote -

terça-feira, maio 1, 2012

11 – Ss. Cirilo e Metódio, Mestres dos eslavos -

terça-feira, maio 1, 2012

12 – S. Epifânio, Bispo de Salamis -

terça-feira, maio 1, 2012

13 – S. Glicéria, Virgem e Mártir -

terça-feira, maio 1, 2012

14 – S. Isidoro de Chios -

terça-feira, maio 1, 2012

15 – S. Pacômio, o Grande, pai do monasticismo cenobita no Egito -

terça-feira, maio 1, 2012

16 – S. Teodoro, o santificado -

terça-feira, maio 1, 2012

17 – Ss. Andrônico e Junías dos 70 apóstolos -

terça-feira, maio 1, 2012

18 – Ss. Teódoto, Tecusa e companheiros, mártires -

terça-feira, maio 1, 2012

19 – S. Patricio, Mártir, Bispo de Prusa -

terça-feira, maio 1, 2012

20 – S. Talaleo, Mártir -

terça-feira, maio 1, 2012

05 - Maio

001

01 – Santo Profeta Jeremias (c. † 583 a.C.)

São Jeremias, um dos grandes profetas de Deus, viveu no século VI antes de Cristo. Por causa de seus extensos e muitos escritos  ganhou o codinome de «Grande». Vivia em uma aldeia a poucos quilômetros de Jerusalém; era filho de Helkias da tribo de Levi, da cidade de Anatólia nas terras de Benjamin. Distinguia-se de todos, já em sua juventude. Certo dia, Deus mudou os planos de futuro sobre sua vida. Ele tentou resistir, a princípio, argumentando sua pouca idade e  seu problema de guagueira. Deus porém disse: «Não digas que és demasiadamente jovem ou que tens certa debilidade, porque…

002

02 – Trasladação das relíquias de Santo Atanásio, o Grande, arcebispo de Alexandria (c. † 373)

Desde a época dos Apóstolos, tem surgido ininterruptamente na Igreja os Santos Padres e Mestres Espirituais. Costumava-se denominar «Padres da Igreja», que eram principalmente os bispos que se sobressaíam por sua santidade de vida e que deixavam algo escrito. Já os que não eram considerados santos eram chamados de «Mestres da Igreja». Os padres e Mestres da igreja deixaram registrados em suas obras as tradições dos apóstolos que elucidavam o ensinamento verdadeiro da Fé e da vida cristã. Foram defensores da ortodoxia nos momentos difíceis da Igreja, quando tiveram de enfrentar as heresias e os falsos mestres. Em tais circunstâncias,…

003

03 – Ss. Timóteo e sua esposa Maura, mártires de Antinópolis (c. † 238)

Santos Timóteo e Maura, marido e mulher, viveram no século III, quando reinava Diocleciano. Timóteo era natural de Panapeis, região da Tebaida, e grande estudioso eclesiástico. Com apenas 20 dias de casado, o governador de Tebaida o acusou de ser seguidor do cristianismo, ordenando que lhe entregasse todos os livros que tinha sobre a fé cristã. Timóteo negou-se a se desfazer de seus livros, pois para ele era como separar um pai de seus filhos. Diante disso, o imperador mandou que fosse torturado. Ordenou então que fosse trazida à sua presença Maura, a esposa de Timóteo, com a intenção de…

004

04 – S. Pelágia de Tarso, virgem e mártir (c. † 287]

Santa Pelágia nasceu em Tarso (Ásia Menor). Seus pais eram pagãos e muito conhecidos. Destacava-se por sua rara beleza e por sua brilhante educação. O imperador Diocleciano (284-305) tinha intenção de casar Pelágia com seu futuro herdeiro, um filho adotivo. No entanto, Pelágia pretendia entregar sua vida totalmente a Deus e negou-se, por isso, a se casar com herdeiro do imperador. Decidiu então batizar-se e tinha intenção de converter sua mãe que, não concordando com a filha, decidiu entregá-la ao noivo rejeitado. O noivo sabendo que sua noiva não abandonaria sua fé em Cristo e que por causa disso, inevitavelmente, seria…

005

05 – S. Irene de Tessalônica, Grande e Ilustre mártir (séc. IV)

A Santa e grande mártir Irene nasceu na cidade de Magedon, na Pérsia durante o século IV. Era filha do rei pagão Licínio, e seus pais lhe deram o nome de Penélope. Já em sua juventude Irene aceitou a fé cristã, compreendendo a futilidade da vida pagã. Segundo a tradição, foi batizada pelo apóstolo São Timóteo, discípulo do apóstolo São Paulo. Desejando dedicar sua vida de forma plena ao Senhor, Irene renunciou ao casamento. Ao conhecer mais profundamente a fé cristã, procurou convencer seus pais para que se convertessem ao cristianismo. O pai de Irene começou, a princípio, a ouvir as…

006

06 – S. Profeta Jó, o Justo Sofredor [a. C. † 1677]

O profeta Jó constitui o modelo de aceitação da vontade de Deus, da paciência, dos valores morais e éticos para todos aqueles que desejam se iniciar na vida religiosa. Era natural de Absítida, cidade próxima de Damasco. Filho de Zareth e de Bosoras, nasceu por volta do ano 1925 a. C. e foi profeta por um longo período de 40 anos. Deus o abençoou como pessoa e como chefe de família, dando-lhe sete filhos e três filhas e alguns bens materiais. Tudo isso ele foi, gradativamente, perdendo. Já cansado de tanta desgraça, abandonado por sua família e por seus amigos,…

007

07 – S. Constantino – Aparição do Sinal da Santa Cruz

A primeira aparição da Santa Cruz se deu ante o imperador Constantino o Grande, com um vitorioso emblema escrito: «Com este sinal vencerás». Logo houve outra aparição em Jerusalém, por volta do ano 346, sendo Patriarca, Kirilos e o Monarca, Constantino, filho de Constantino o Grande. Esta visão aconteceu em 7 de março; era a hora terceira quando, no céu, surgiu repentinamente o sinal da Gloriosa Cruz formada por uma luz brilhante sobre o monte Gólgota, alcançando até o monte das Oliveiras. Esta aparição causou grande admiração entre todos aqueles que se encontravam em Jerusalém. Jovens, mulheres e crianças correram…

008

08 – S. João, o Teólogo

São João, que em hebraico significa «Deus concede a graça», na tradição bizantina é chamado habitualmente «o Teólogo», título reservado a poucos e, particularmente, apropriado ao Apóstolo, sempre citado entre os primeiros, cuja insigne doutrina, através do seu evangelho, das Epístolas e do Apocalipse, tem nutrido a Igreja de todos os tempos. Enquanto os fiéis latinos celebram a festa de São João em 27 de dezembro, os fiéis do Oriente bizantino comemoram solenemente esse santo duas vezes: em 26 de setembro, dia da Dormição do Apóstolo (isto é, dia da sua morte) e no dia 8 de maio. O tropário…

009

09 – S. Cristóvão, Mártir

São Cristóvão, viveu no 3º século, nos tempos da perseguição cristã pelo imperador Décio (249 -251). Conta a tradição que era belo e de grande estatura, dotado de uma extraordinária força. Mesmo sendo pagão, acusava aos perseguidores dos cristãos. Décio, ao saber que São Cristóvão possuía uma grande força, ordenou a seus soldados que o trouxessem à sua presença. São Cristóvão, então, já havia sido abençoado com a graça da fé em Jesus Cristo, mas ainda não havia sido batizado. No caminho, seu bastão seco, usado como báculo de peregrino, floresceu em suas mãos. Em seguida, através de suas, os pães…

010

10 – S. Apóstolo Simão, o Zelote

São Simão era natural de Caná da Galileia, conhecido pessoalmente do Senhor e de sua puríssima mãe, porque o povoado de Caná não estava muito distante de Nazaré. Quando Simão celebrou o seu casamento, convidou para a festa o Senhor, a sua imaculada mãe e os seus discípulos. Como havia terminado o vinho para os convidados, o Senhor transformou água em vinho (Jo 2:1-11). Impressionado por este milagre, o noivo passou a crer no Senhor Jesus Cristo como o verdadeiro Deus e, abandonando a celebração de suas bodas e a sua própria casa, O seguiu com fervor. Desde então recebeu…

011

11 – Ss. Cirilo e Metódio, Mestres dos eslavos

O Minéon do mês de maio registra a festa dos dois irmãos neste dia 11. Essa data é importante, especialmente para os povos eslavos. Mas, sendo o costume ainda bastante difundido no Oriente de usar para a liturgia o Calendário Juliano, atrasado 13 dias em relação ao gregoriano – mais conhecido e adotado universalmente, tal data, na realidade, vem a coincidir com o nosso 24 de maio. É uma data já arraigada na consciência popular ao ponto que, mesmo naquelas regiões em que foi adotado oficialmente o calendário do «novo estilo», os fiéis bizantinos preferem manter a antiga data do 24…

012

12 – S. Epifânio, Bispo de Salamis

Santo Epifânio nasceu em Besandulk, pequeno povoado nos arredores de Eleuterópolis da Palestina, no ano 310. Como preparação para o estudo das Sagradas Escrituras, aprendeu, desde jovem, as língua hebraica, copta, síria, grega e latina. O contato freqüente com os anacoretas, aos quais visitava regularmente, despertou nele a inclinação para a vida religiosa, que abraçou desde muito jovem. Ainda que um de seus hagiógrafos afirme que tenha tomado o hábito na Palestina, o certo é que se transferiu pouco depois para o Egito para aperfeiçoar-se na disciplina ascética, no seio de alguma das comunidades do deserto. No ano 333 retornou…

maio13

13 – S. Glicéria, Virgem e Mártir

Santa Glicéria era uma virgem cristã que sofreu o martírio em Heraclea na Propóntide no final do segundo século. Glicéria era a filha de um senador romano que viveu em Trajanópolis, na Trácia. A santa confessou abertamente sua fé cristã diante do prefeito Sabino. Este, ordenou aos soldados que a levassem e a obrigassem a oferecer sacrifícios no templo de Júpiter. Em vez de obedecer, Gliceria derrubou a estátua de ouro do deus, quebando-a. Os carrascos a penduraram pelos cabelos, espancando-a com barras de aço, mas Glicéria permaneceu incólume. Então, prenderam-na, privando-a de qualquer alimento. Um Anjo, porém, levava comida diariamente…

014

14 – S. Isidoro de Chios

Santo Isidoro era marinheiro de frota, na época do imperador Dequio, e natural de Alexandria. Num certo dia, estando sua frota ancorada na ilha de Chios, o santo foi denunciado ao almirante Numerio, porque era cristão. Este, sem perder tempo, chamou Santo Isidoro e perguntou-lhe se era verdade. Tendo recebido sua resposta afirmativa, ordenou que o levassem à prisão. Ao tomar conhecimento do fato, o pai viajou imediatamente a Chios, muito entristecido porque seu filho havia abandonado a idolatria. Chegando a Chios, encontrou-o no cárcere e abraçou-o amorosamente, mas entristecido pelo momento que estavam atravessando. Santo Isidoro, porém, disse-lhe que deveria…

015

15 – S. Pacômio, o Grande, pai do monasticismo cenobita no Egito

Pacômio nasceu no Egito no ano de 287, na Tebaida. Filho de pais pagãos, cheios de superstições e idolatrias, desde a infância mostrou grande aversão a tudo isso. Aos vinte anos de idade foi convocado para o exército imperial e acabou ficando prisioneiro em Tebes. Foi quando fez o seu primeiro contato com os cristãos, cuja religião até então lhe era desconhecida. À noite, na prisão recebeu um pouco de alimento de alguns cristãos, que escondidos conseguiram entrar. Comovido com esse gesto de pessoas desconhecidas, perguntou quem havia mandado que fizessem aquilo e eles responderam: “Deus que está no céu”….

016

16 – S. Teodoro, o santificado

A humildade de Teodoro e a sua obediência incondicional a Pacômio o levou a estar sempre muito próximo deste e a ajudá-lo na direção dos monastérios por ele (Pacômio) fundados. Alguns monges o criticavam por isso, porque ele era mais jovem que os demais. Pacômio, porém, permaneceu dando todo o seu apoio, a ponto de, certa vez, dizer aos monges: «Teodoro e eu cumprimos o mesmo serviço a Deus; e ele também tem autoridade para vos dirigir como pai». São Pacômio desenvolveu um trabalho destacado como abade do monastério de São Orsiesius. No ano 346 , Teodoro foi nomeado como…

017

17 – Ss. Andrônico e Junías dos 70 apóstolos

Estes dois santos tinham uma amizade de longa data e, trabalhando em conjunto, levaram a luz de Jesus Cristo aos idólatras. Na medida em que passava o tempo, germinava em seus corações a semente do Espírito Santo. Santos Andrônico e Junías, em seu apostolado, construíram várias igrejas e colaborarm de perto com o Apóstolo Paulo, o qual, na sua epístola diz, “Saúdo a Andrônico e Junías, meus parentes e companheiros de cárcere, destacados entre os apóstolos e convertidos a Cristo antes de mim”. Rm (16: 7) Kondakion: Companheiros notáveis dos apóstolos e verdadeiros ministros de Jesus, sagrados mensageiros de sua…

018

18 – Ss. Teódoto, Tecusa e companheiros, mártires

[singlepic id=155 w=320 h=240 float=left]Teódoto era um cristão devoto e muito caridoso, cuja educação havia sido confiada a uma jovem chamada Tecusa. Exercia a profissão de administrador de pousada, em Ancira de Galatia. Durante a perseguição de Diocleciano os cristãos daquela província sofreram as piores crueldades por parte do governador. Teódoto se atrevia a visitar os cristãos prisioneiros, queimando os cadáveres dos mártires, pondo assim em risco a sua própria vida. Um dia, enquanto transportava os restos mortais de São Valente,que havia retirado do rio Halis, encontrou próximo ao povoado de Malus vários cristãos que, há pouco, haviam recuperado a…

019

19 – S. Patricio, Mártir, Bispo de Prusa

[singlepic id=154 w=320 h=240 float=left]São Patrício era bispo de Prusa, uma cidade em Bithynia. Homem de uma grande fé e de um elevado conhecimento teológico, aplicou toda a sua força e habilidades na defesa do evangelho e no combate à idolatria. Este trabalho apostólico ele não levou adiante sozinho; três colabaradores estavam sempre com ele, Acácio, Menander e Juliano. Junto com eles, São Patrício trouxe à fé cristã muitos pagãos da época. Mas, todo este movimento suscitou a ira de vários idólatras que os denunciaram ao governador Júlio que ordenou que fossem aprisionados imediatamente. Este, usando de argumentos filosóficos, tentou…

020

20 – S. Talaleo, Mártir

[singlepic id=153 w=320 h=240 float=left]São Talaleo foi era médico e tratava gratuitamente os doentes; os gregos lhe chamavam, por isso “o Misericordioso” e lhe tinham entre os santos “desinteressados”. Este santo foi martirizado em Aegae na Cilícia. Conta-se que nasceu no Líbano e que era filho de um general romano. Teria exercido a medicina em Anazarbus. Quando estourou a perseguição de Numeriano, Talaleo se refugiou em um olival onde foi capturado. Conduzido à costa da Aegae, foi amarrado de pés e mãos atirado ao mar. Mesmo assim, teria conseguido chegar vivo à costa, sendo aí decapitado. São Talaleo é associado a…

021

21 de Maio: Santos Constantino e Helena, iguais-aos-Apóstolos

[singlepic id=147 w=320 h=240 float=left]O imperador Constantino, o Grande, era filho de santa Helena e de Constâncio Cloro que administrava a parte ocidental do Império Romano (Gália e Britânia) . Por ordem do imperador Diocleciano, aos 18 anos, Constantino foi retirado dos pais, passando a viver na corte de Nicomédia. Após a abdicação do Diocleciano, Constantino voltou para a Gália e, depois da morte do seu pai Constâncio, no ano de 306, foi proclamado imperador. Graças à sua mãe, Santa Helena, ele foi benevolente ao cristianismo. Seu pai, apesar de pagão, protegia os cristãos, pois percebeu que eram cidadãos fiéis e…

022

22 – S. Mártir Basiliscos

[singlepic id=135 w=320 h=240 float=left]São Basiliscos era natural da cidade de Amasia no Mar Negro, sobrinho de São Teodoro (17 de fevereiro). O governador da Capadócia, Agrippas, ao tomar conhecimento de que Basiliscos era cristão, ordenou que fosse preso, submetendo-o a todo tipo de tortura para forçá-lo a abandonar sua fé. Mas, Basiliscos manteve-se firme e inabalável. Já na prisão, começou a rezar ao Senhor, dizendo que ele mesmo não era digno de que sua vida tivesse o mesmo fim que a dos santos mártires. O Senhor lhe apareceu, e disse-lhe para que fosse à casa de seus parentes ,…

023

23 – S. Mártir São Leôncio, Bispo de Rostov

[singlepic id=152 w=320 h=240 float=left]São Leôncio, um grego de Constantinopla, foi o primeiro monge das Grutas de Kiev que chegou a se tornar bispo e, pouco depois de 1051, foi chamado para governar a Eparquia de Rostov. Em seu governo levou adiante a tradição dos santos bispos missionários que o haviam precedido, tendo ainda mais êxito do que os seus antecessores na conversão dos pagãos, apesar da perseguição a que esteve submetido. Diz-se que, graças ao dom de milagres que o céu lhe concedeu, concluiu a evangelização daquela região. Isto, porém, é pouco provável, já que Santo Abraão, cinquenta anos…

São Simeão Estilita, o Moço, 
também conhecido como «São Simeão da Montanha Admirável»

24 – S. Simeão, o Milagroso

Nascido em Antioquia, seu pai era nativo de Edessa, na Mesopotâmia, e sua mãe, chamada Marta, também foi depois reverenciada como santa e teve composta uma biografia sua que incorpora uma carta que ela enviou para o filho escrita de seu pilar à Tomas, o guardião da cruz verdadeira em Jerusalém. Assim como seu homônimo, Simeão Estilita, o Velho, o primeiro dos estilitas, Simeão parece ter sido atraído desde muito cedo para uma vida austera. Ele se juntou a uma comunidade asceta que vivia ao redor de um outro eremita num pilar, chamado João, que funcionava como líder espiritual do…

025

25 – Terceira Descoberta da Cabeça do Precursor São João Batista

[singlepic id=151 w=320 h=240 float=left]Hoje comemoramos a terceira descoberta da cabeça do Precursor, São João Batista que, pelas vicissitudes daquela época havia se perdido mais uma vez. Esteve enterrada por muitos anos e foi encontrada por uma revelação a um sacerdote, não porém, numa vasilha especial de argila, mas dentro de um recipiente de prata, enterrado num lugar sagrado (Comana de Capadócia). Logo que foi encontrada, esta preciosa relíquia foi trasladada para Constantinopla e recebida com grande respeito, solenidade e alegria pelo Imperador, o Patriarca, o clero e toda a cidade, confirmando assim o que diz o Salmo 34:19-20 “São…

026

26 – S. Karpo, um dos Apóstolos dos Setenta

[singlepic id=150 w=320 h=240 float=left]Karpos viveu no tempo do Imperador Nero e é conhecido como um dos setenta discípulos do Senhor. Foi um dos colaboradores do Apóstolo São Paulo, conforme esta referência encontrada na sua Segunda Epístola a Timóteo 4:13, onde diz: “Quando vieres, traga a capa que deixei em Troas, na casa de Karpo; traga também os livros, especialmente os pergaminhos “. Trabalhou exemplarmente na difusão do Evangelho em Troas e, logo foi nomeado bispo em Trácia, onde viveu uma vida de santidade e, iluminado pelo Espírito Santo, iluminou, com o divino ensinamento, seus diocesanos, convertendo-se numa estrela espiritual…

027

27 – S. Eládio

[singlepic id=137 w=320 h=240 float=left]Sabe-se muito pouco a respeito deste santo. Alguns registros históricos nos dão conta de que era um bispo e de que teria se negado a prática da idolatria e, por isso, foi flagelado. No momento em que era martirizado Nosso Senhor Jesus Cristo lhe apareceu, curando seus ferimentos. Depois, foi jogado na fogueira sendo preservado ileso. Teria padecido ainda outros tormentos e, finalmente, foi  esbofeteado até a morte. Pelas orações de Santo Eládio, Senhor Jesus Cristo nosso Deus, tem piedade de nós e salva-nos! Tradução e publicação neste site com permissão de: Ortodoxia.org Trad.: Pe. André

028

28 – S. Inácio, Bispo de Rostov

[singlepic id=149 w=320 h=240 float=left]Santo Inácio era Arquimandrita do monastério da Santa Teofania, em Rostov, quando foi eleito, consagrado e nomeado bispo desta mesma cidade, no ano de 1262. Dedicou-se com muito empenho ao seu ofício pastoral, numa época particularmente difícil, em que teve de defender seus diocesanos da tirania dos tártaros e ser o mediador nas hostilidades dos nobres de Rostov. O Metropolita de Kiev, diante do qual havia sido caluniado, o provou com a suspensão do exercício de suas funções episcopais. Em 1274, Santo Inácio participou do Sínodo da Igreja da Rússia, em Vladimir. Uma citação tomada dos…

029

29 – S. Teodósia, Virgem e Mártir

[singlepic id=145 w=320 h=240 float=left]Constantino Acropolita escreveu, no século XIV, uma biografia de Santa Teodósia. Segundo seus relatos, ele vivia nesta época em Constantinopla, próximo da sepultura da mártir. Percebendo que lhe prestavam uma grande devoção, decidiu-se por escrever sobre sua vida, pesquisando em alguns de seus escritos e baseando-se na tradição oral do lugar e da época. Segundo nos informa, Teodósia pertencia a uma nobre família e perdeu seus pais quando era ainda muito jovem. Mais tarde, recebeu o véu no monastério constantinopolitano da Ressurreição do Senhor. A Santa viveu na época dos imperadores iconoclastas Leão, o Isáurico, e…

030

30 – S. Isaac de Constantinopla

[singlepic id=140 w=320 h=240 float=left]Durante a perseguição aos cristãos pelo imperador ariano Valente, um eremitão, chamado Isaac, sentiu-se movido por Deus a abandonar a sua solidão e ir repreender o imperador. Assim, dirigindo-se à Constantinopla, advertiu várias vezes ao imperador Valente de que, se não cessase a perseguição aos cristãos, e se não devolvesse a eles as igrejas tomadas e dadas aos hereges, uma grande catástrofe lhe esperava, assim como, um fim terrível. Valente fez pouco caso das pregações do eremita. Numa ocasião em que o eremitão Isaac agarrou a rédea do cavalo sobre o qual o imperador Valente cavalgava…

031

31 – S. Ermías

Santo Ermías foi um soldado da reserva. Prestou serviço militar em Kômona, de Capadócia, cumprindo com sua obrigação com César. Era um dos mais valentes soldados da sua tropa e nunca recuou diante do inimigo, mesmo nas derrotas. Quando teve início a perseguição aos cristãos, nos tempos do rei Marco Antonio, Ermías foi também conduzido à prisão, sem que levassem em conta os grandes serviços prestados ao rei e, tão pouco, a sua idade avançada. Então, o governador Sebastiano ordenou a Ermías que fizesse um sacrifício aos ídolos. esta ordem surpreendeu o santo que, sorrindo, disse: “Seria pouco inteligente e…