[singlepic id=145 w=320 h=240 float=left]Constantino Acropolita escreveu, no século XIV, uma biografia de Santa Teodósia. Segundo seus relatos, ele vivia nesta época em Constantinopla, próximo da sepultura da mártir. Percebendo que lhe prestavam uma grande devoção, decidiu-se por escrever sobre sua vida, pesquisando em alguns de seus escritos e baseando-se na tradição oral do lugar e da época. Segundo nos informa, Teodósia pertencia a uma nobre família e perdeu seus pais quando era ainda muito jovem. Mais tarde, recebeu o véu no monastério constantinopolitano da Ressurreição do Senhor. A Santa viveu na época dos imperadores iconoclastas Leão, o Isáurico, e Constantino Coprônimo. Ante uma ordem imperial para que um ícone de Cristo, muito venerado, fosse destruído, Teodósia, liderando um grupo de mulheres, derrubou a escada onde estava o oficial que cumpria a ordem de lançar abaixo e destruir o ícone. O homem acabou por morrer em consequência da queda. As mulheres se dirigiram então ao palácio do pseudopatriarca Anastásio, apedrejando-o e obrigando o usurpador a se pôr em fuga. As autoridades castigaram duramente todas as mulheres que integraram o grupo mas, principalmente Teodósia, sua líder. Esta, por sua vêz, foi submetida a cruéis procedimentos de tortura pelos carrascos na prisão. Muito ferida, Teodósia veio a morrer mais tarde em consequência destes ferimentos.

Tradução e publicação neste site
com permissão de
Ortodoxia.org
Trad.: Pe. André

 

Tags:

 

No comments

Be the first one to leave a comment.

Post a Comment


 
 
 

Pesquisar neste site

Web manager