[singlepic id=140 w=320 h=240 float=left]Durante a perseguição aos cristãos pelo imperador ariano Valente, um eremitão, chamado Isaac, sentiu-se movido por Deus a abandonar a sua solidão e ir repreender o imperador. Assim, dirigindo-se à Constantinopla, advertiu várias vezes ao imperador Valente de que, se não cessase a perseguição aos cristãos, e se não devolvesse a eles as igrejas tomadas e dadas aos hereges, uma grande catástrofe lhe esperava, assim como, um fim terrível. Valente fez pouco caso das pregações do eremita. Numa ocasião em que o eremitão Isaac agarrou a rédea do cavalo sobre o qual o imperador Valente cavalgava pela periferia da cidade, este ordenou a seus homens que o jogassem num pântano. Isaac escapou milagrosamente, mas como voltasse a repetir suas profecias, foi encarcerado. A profecia se cumpriu pouco tempo depois, com Valente deposto e, mais tarde, morto na batalha de Andrinópolis. Teodósio, sucessor de Valente, devolveu a liberdade a Santo Isaac, por quem sempre professou grande veneração. O servo de Deus Isaac voltou a viver retirado em solidão, atraindo para junto de si um grande número de discípulos. Estes, recusando-se a abandoná-lo, apesar das insitentes ordens do santo, acabaram por obrigá-lo a fundar um monastério que, segundo se afirma, foi o primeiro de Constantinopla. Este Monastério tomou, mais tarde, o nome de São Dálmatas, discípulo e sucessor de Santo Isaac. O Santo eremita Isaac participou do I Concílio de Constantinopla, o segundo dos concílios ecumênicos, morrendo com idade já bem avançada.

Tradução e publicação neste site
com permissão de
Ortodoxia.org
Trad.: Pe. Andre

 

Tags:

 

No comments

Be the first one to leave a comment.

Post a Comment


 
 
 

Pesquisar neste site

Web manager