São Myron viveu no ano 250, sob o imperador Decio (249-251), membro de uma família de boa e confortável posição social. Sentia um profundo amor por Cristo e, esse mesmo amor fez despertou nele a vocação ao sacerdócio. Tornando-se presbítero em Achaeia (Grécia), passou a dedicar-se inteiramente ao cuidado atencioso dos pobres, viúvas e órfãos. Myron era um homem humilde e muito bondoso com todas as pessoas, mas também corajoso na defesa dos seus filhos espirituais. Uma vez, na festa da natividade de Cristo, estava celebrando o divino ofício quando o governador local Antípatas entrou na igreja com seus soldados para prendê-lo. Vendo isto São Myron começou acaloradamente a pedir aos seus fiéis que denunciassem o governador por suas crueldades. Foi então conduzido diante de uma multidão e pressionado a venerar os ídolos pagãos.  Tendo recebido de Myron uma corajosa e firme recusa, e percebendo que nada faria o santo renegar a seu Deus, ordenou que fosse submetido as mais cruéis formas de tortura, culminando com sua decapitação pela espada na cidade de Kizika. (+ 250).

Tradução e publicação neste site
com permissão de Ortodoxia.org
Trad.: Pe. André

LEITURAS DO DIA: Ep.: 2Cor 2,3-15 | Ev.: Mt 23,13-22 | Tom da semana: 2º

OUTRAS COMEMORAÇÕES DO DIA: Terceiro dia da festa; São Myron , Ss. Eutíquio, Eutiquiano e Cassiano, mártires († c. 250); Ss. Tirso, Cipriano e Juliana, mártires; S. Elias de Enna (it.-gr. † 903). Cassiano,

 

Tags:

 

No comments

Be the first one to leave a comment.

Post a Comment


 
 
 

Pesquisar neste site

Web manager