O primeiro lugar onde foi encontrada a cabeça de São João Batista foi próximo ao Palácio de Herodes, onde Herotíades viu sobre uma bandeja a cabeça do homem que anunciava a verdade e denunciava as imoralidades. Reza a tradição que, posteriormente, pediu que a cabeça fosse enterrada próximo ao palácio. Naquele lugar ficou enterrada a sagrada cabeça de São João Batista até o  século IV, quando  dois monges que iam visitar o Santo Sepulcro, em Jerusalém,  avisados em sonho pelo Precursor, a encontraram.  Os monges levaram a cabeça do Precursor consigo para Síria. Depois da morte destes monges, a cabeça foi guardada por vários fiéis até que seu paradeiro foi perdido, sendo reencontrada pelo imperador Valentino. Pode-se atestar assim  que o Senhor não deixa que se percam, não só as almas dos homens santos que anunciaram o Evangelho, mas também seus ossos. Por serem suas almas santificadas, seus corpos também tornam-se santos, pois são recipientes da alma.

Tradução e publicação neste site
com permissão de: Ortodoxia.org
Trad.: Pe. Pavlos

 

Tags:

 

No comments

Be the first one to leave a comment.

Post a Comment


 
 
 

Pesquisar neste site

Web manager