O monastério de São Savas situava-se em Jerusalém. Na época do imperador Heraclios (620-641), os árabes se dirigiram àquele monastério com a intenção de saqueá-lo, pois acreditavam que lá havia um grande tesouro. Contudo, essa expectativa foi frustrada, pois os próprios monges lhes advertiram que lá não havia tesouro algum e que eles viviam da oração. Os invasores ficaram revoltados e obrigaram os monges a negar a fé em Jesus Cristo, ameaçando-os de morte, caso não o fizessem. Apesar disso, nenhum monge negou sua fé e, assim sendo, tomaram o caminho da eternidade rumo a Cristo: alguns monges foram decapitados, outros desfigurados e outros ainda foram mortos pela espada. Fazendo referência à grande fé destes santos mártires, lembramos o que São Paulo escreveu na sua epístola aos Gálatas: «E é evidente que pela lei ninguém será justificado diante de Deus, porque o justo viverá da fé». (Gal 3,11).

Tradução e publicação neste site
com permissão de
www.ortodoxia.org
Trad.: Pe. Pavlos Tamanini

 

Tags:

 

No comments

Be the first one to leave a comment.

Post a Comment


 
 
 

Pesquisar neste site

Web manager