Na Pérsia havia uma comunidade cristã cujos integrantes regiam suas vidas pelas palavras do Evangelho, com abnegação, dispostos sempre a sacrificarem-se pelo nome e pela glória de Cristo. O coração desta comunidade era o bispo Simeão, exemplo de vida cristã. Os persas sentiam-se incomodados com a presença dos cristãos naquela região e os delataram para o  rei Sapor II dizendo que os cristãos  planejavam uma revolução. O rei então ordenou que o bispo fosse trazido a ele para ser interrogado. Simeão argumentou que os cristãos respeitavam as leis e que ninguém entre eles era rebelde. Porém, o rei não ouviu os seus argumentos e, movido por preconceito contra os cristãos ordenou que  Simeão fosse encarcerado. Na prisão, Simeão conheceu Gothazat, um cristão que tinha renegado Cristo para preservar sua vida. Simeão, de maneira doce, conquistou-o de volta ao cristianismo, iluminando seu coração coma luz de Cristo. Quando o rei Sapor soube  do ocorrido na prisão, ordenou que os dois fossem decapitados juntamente com os 1150 fiéis de sua comunidade. Assim, entregaram todos as suas almas a Deus. «Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados; e andai em amor, como também Cristo vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave» (Ef. 5, 1-2).

Tradução e publicação neste site
com permissão de
www.ortodoxia.org
Trad.: Pe. Pavlos Tamanini

 

Tags:

 

No comments

Be the first one to leave a comment.

Post a Comment


 
 
 

Pesquisar neste site

Web manager