São Pafnuncio era um eremita  e bispo de uma das regiões do deserto do Egito. Participou ativamente do Concilio de Nicéia, em 325, defendendo o celibato clerical principalmente para os bispos. Defendia que somente a mãe, irmã ou tias  do clérigo poderia  coabitar com ele na mesma residência. Pafnuncio defendia que entre os diáconos e subdiáconos  esta regra canônica poderia não ser observada. Relata-se que durante o Concilio, Pafnuncio levantou sua voz em defesa de se respeitar a continência somente para os bispos, ficando opcional para padres e diáconos. Este relato é confirmado pelo historiador eclesiástico chamado Sozómeno que em 16 linhas narra a presença e a intervenção de Pafnuncio no Concilio de Nicéia. Algumas Atas do Concilio do Século IV referem-se a Pafnuncio como “defensor da fé”; outras atribuem a ele o título de “Mestre da fé”  e um dos importantes “Padres Conciliares”.

 

Tags:

 

No comments

Be the first one to leave a comment.

Post a Comment


 
 
 

Pesquisar neste site

Web manager